É previsto uma alta de 33,2% na produção de café do Brasil, em relação à safra passada.

O Brasil terá a maior produção da história, de acordo com o 3º levantamento da safra 2018 de café, divulgado pela Conab no dia 18 de setembro, alcançando quase 60 milhões de sacas, com Minas Gerais responsável por mais da metade do resultado.

Minas Gerais segue como o estado com maior produção, com 31,9 milhões de sacas, seguido de Espirito Santo, São Paulo e Bahia. De acordo com o estudo, a bienalidade positiva, as boas condições climáticas, juntos com os avanços tecnológicos são responsáveis pelo impacto na produtividade e alta dos resultados.

Estão previstos, no total, 45,9 milhões de sacas de café arábica, representando um aumento de 34,1%, já o café Conilon deve alcançar 14 milhões de sacas, com um aumento de 30,3%. Entra como grande representante nesse aumento o estado de Rondônia, apresentando um resultado de 1,9 milhões de sacas, devido ao maior investimento na cultura.

O período mais recente de alta na bienalidade aconteceu em 2016, com a produção de 51,4 milhões de sacas, sendo superada agora com a produção de 2018. O diretor do departamento do café do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Sílvio Farnese, destacou a qualidade da produção, após a divulgação na Conab.

Você pode conferir o estudo completo no site da Conab e a matéria completa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento aqui.

 

 

 

FONTE: Matéria retirada do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.